9 de jun de 2012

Eles eram "Rebeldes". E agora, quem é o mais bem sucedido?


Bons tempos eram aqueles quando Anahí, Dulce María, Maite Perroni, Christopher Uckermann, Poncho Herrera e Christian Chávez protagonizavam “Rebelde“. Cada um tomou seu caminho na televisão, no cinema e na música, mas qual deles você acredita que seja o mais talentoso e que faz mais sucesso? Vejamos o que fizeram depois da separação do grupo em 2008.


ANAHÍ era a incompreendida e caprichosa “Mía Colucci” em “Rebelde“. Lembra-se? Embora a novela tenha elevado sua carreira, Anahí já tinha uma carreira consolidada, pois começou a atuar desde pequena em “Chiquilladas“. Em “Rebelde” conquistou muitos fãs e quando tudo terminou seguiu na sua carreira como cantora solo. Já contando com 4 CDs antes do RBD em 2009 lançou seu seguinte álbum, “Mi Delirio“, do qual saíram êxitos como “Me Hipnotizas“, “Quiero” e “Mi Delirio“. Em 2011 voltou às novelas em “Dos Hogares“. Deu vida a “Angélica” compartilhando créditos com Sergio Goyri e Carlos Ponce. Esta trama produzida por Emilio Larrosa foi seu primeiro papel principal mais maduro.


MAITE PERRONI era a tímida “Lupita” em “Rebelde“. Ela sempre foi mais inclinada para a atuação do que pela música. Depois de “Rebelde” conseguiu seu primeiro papel principal em “Cuidado con el Ángel” em 2008. Interpretou a “Marichuy” uma jovem órfã com alguns problemas psicológicos que encontra o amor com seu terapeuta interpretado por William Levy. Maite seguiu demonstrando seu capacidade histriônica como protagonista de “Mi Pecado“. Nesta história compartilhou créditos com Eugenio Siller. Em seguida, participou em “Mujeres Asesinas 3“. Maite foi uma das “Las Blanco“, viúvas que mataram a Mark Tacher. Logo, conseguiu outro papel principal junto com William Levy em “Triunfo del Amor“. Maite tornou-se uma das atrizes de novelas favoritas. Prontamente poderemos assisti-la outra vez com um personagem principal em “Cachito de Cielo“. Nesta produção de Roberto Gómez e Giselle González, compartilhará créditos com Pedro Fernández.


DULCE MARÍA era, como o nome da novela, uma completa “Rebelde“. Roberta foi uma jovem rude na novela. Como Anahí, Dulce também se beneficiou com “Rebelde“, porém já era conhecida desde pequena no meio artístico. Suas primeiras participações em novelas são em “El Vuelo del Áquila” (1994), “Retrato de Familia” e “Huracán“. Mais tarde atuou em “Primer Amor A Mil Por Hora” (2000), “El Juego de la Vida” (2002) e “Clase 406” (2002). Depois de “Rebelde” Dulce protagonizou “Verano de Amor” (2009). Nesta trama compartilhou créditos com Pablo Lyle, Gonzálo García Vivanco e Christina Mason. Além disso, cantou o tema da novela. E se converteu também em assassina participando no episódio “Eliana Cuñada” na 3º temporada de “Mujeres Asesinas“. Em 2010 lançou seu CD “Extranjera” e cantou temas como “Inevitable” e “Ya no“.


CHRISTOPHER UCKERMANN interpretava a “Diego Bustamente” em “Rebelde“. Se apaixonou por “Roberta” e embora aparentava ser insuportável, conquistou a todos. Christopher começou sua carreira quando era muito pequeno em “El Diario de Daniela“. Depois participou em “Amigos por Siempre” (2000) e protagonizou “Aventuras en el Tiempo” (2001). Apesar de seguir ativo no RBD, Christopher experimentou outra faceta, a de empresário. Fundou a empresa de venda de jóias “Ferbussa” (hoje se chama “Vonego“) cuja as arrecadações, doa para a campanha de luta contra o câncer. “Rebelde” fez dele um galã de novelas e com isso sua popularidade aumentou. Em 2009 protanizou a série “Kdabra” dando vida a “Luca” e trabalhou com Maya Zapata. Além disso, seguiu com sua carreira musical lançando seu CD “Somos” em 2010. Será ele o “Rebelde” mais bem sucedido?


ALFONSO HERRERA era o nobre, humilde, porém muito orgulhoso “Miguel Arango“. Poncho encontrou a fama neste personagem que derretia todas as mulheres. Já o havíamos visto no filme “Amar te duele” e na novela “Clase 406” (2002). Porém em “Rebelde” captou a atenção de um maior público. Quando a novela terminou, Poncho participou da série “Terminales” (2008). Seguiu pelo caminho da atuação e um ano depois trabalhou em “Mujeres Asesinas 2” compartilhando créditos com Angelique Boyer. Nesse mesmo ano começou a gravar “Camaleones“. Interpretou ao valente “Sebastián Jaramillo” e teve Belinda como par. Ultimamente não tem realizado novelas, entretanto, participou em séries como “El Equipo” (2011) e “El Diez“. É Poncho o “Rebelde” mais talentoso para você?


CHRISTIAN CHÁVEZ era “Giovanni Méndez” em “Rebelde“. Era um rapaz complexado e egoísta, no entanto era muito divertido. Antes de ser um “Rebelde“, Christian já havia participado em “El Juego de la vida” (2002) e “Clase 406” (2003). Mas depois de fazer parte do RBD decidiu focar-se em sua carreira musical. Ele lançou seu CD “Almas Transparentes” em 2010 e fez um dueto com Anahí na música “Libertad“. Tem temas como “En dónde estás” e “Sacrilegio“. Desde que se declarou gay, Christian se preocupa por estar en eventos que defendem seus direitos. Cantou no show que realizaram para a XXXIV Marcha Nacional do Orgulho e Dignidade LGBTTTI (Lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais, transgêneros e intersexuais) na Cidade do México.

Créditos: Univision.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário